avisocovidedap

A terapiacomunitaria

 

O que é a terapia comunitária


A Terapia Comunitária, método criado pelo Prof. Adalberto Barreto da Universidade Federal do Ceara, com base em conhecimentos acumulados na Etnopsiquiatria, na Saúde Coletiva, Teoria Sistêmica, na Antropologia Social, na Teoria da Comunicação, na teoria da Resiliência, e no Método Paulo Freire de educação popular que em seu formato de trabalho valoriza e incentiva os conceitos de Paulo Freire no tocante a horizontalidade do saber, saber coletivo, a autonomia do sujeito e a pratica educativa como ação libertária, propõe de uma forma brilhante abordar e acolher o sofrimento humano gerado pela sociedade moderna, estimulando o fortalecimento de redes sociais de forma a prevenir a evolução de problemas familiares e sociais para doenças, como dependências químicas e depressão.

Como funciona

roda susA Terapia Comunitária (TC) é uma metodologia de intervenção em comunidades, por meio de encontros interpessoais e intercomunitários. Tem o objetivo de promover saúde com a construção de vínculos solidários, valorização das experiências de vida dos participantes, resgate da identidade, restauração da auto-estima e da confiança em si, ampliação da percepção dos problemas e possibilidades de resolução a partir das competências locais.
É uma ação cidadã que transcende classes sociais, profissões, raças, credos e partidos, englobando agentes comunitários de saúde, profissionais da ESF, assistentes sociais, psicólogos, médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, sociólogos, agentes pastorais, advogados, educadores e outros atores da comunidade.
A Terapia Comunitária centra ação na reflexão do sofrimento causado pelas situações estressantes. Trata-se de criar espaços de partilha destes sofrimentos, digerindo uma ansiedade paralisante que traz riscos à saúde da população. Estes fatores estressantes só podem ser enfrentados com a força do grupo no devido tempo, antes que resultem em patologias, encarecendo o tratamento e gerando gargalos. Através da TC, procura-se prevenir, promover a saúde em espaços coletivos, e não combater a patologia individualmente, o que é da competência dos especialistas.

Surgimento

A Terapia Comunitária Integrativa teve inicio a partir da atuação do Dr Airton Barreto (advogado) que atuava voluntariamente na favela de Pirambu, em fortaleza, que ao perceber os diversos problemas de Saúde na comunidade, começou a encaminhá-los a seu irmão Dr. Adalberto Barreto na Universidade Federal do Ceará. Este vendo a grande demanda e percebendo que sua atuação demandava mais do que os atendimento individuais, deu inicio a criação e formatação de uma ferramenta que pudesse auxiliar não apenas as pessoas que lhe eram encaminhadas mas toda a comunidade, de maneira a oferecer muito mais do que o atendimento medicamentoso ou das consultas, mas agregando elementos que pudessem acrescentar aquelas pessoas um empoderamento social, de auto estima, de apoio social e conseqüente melhoria de sua auto-estima, qualidade de vida e saúde.De origem totalmente brasileira, a TCI, foi estabelecida desde 1980 e hoje já esta presente em mais de 24 países da Europa, America do Sul e continente Africano.

A atuação do terapeuta comunitário não é praticar nem atuar como psicoterapeuta, nas rodas de terapia não são abordados traumas e sim o sofrimento, as emoções que geram o sofrimento, sua formação o capacita a facilitar o processo de construção das rodas, sendo canal de acolhimento, moderação, incentivo e apoio.

Fonte: BRASIL.Ministério da Saúde. O SUS e a Terapia Comunitária. Luiz Odorico Monteiro de Andrade. Ivana Cristina de Holanda Cunha Barreto. Adalberto Barreto. Fortaleza: 2008.

 

As rodas de Terapia Comunitária Integrativas na Prefeitura de Diadema

Os servidores (ativos e inativos) que desejarem participar das Rodas de Terapia necessitam se cadastrar aqui no site da EDAP, (CLIQUE AQUI), receberemos a inscrição e o servidor estará apto a participar de todas as rodas de terapia que serão realizadas no IPRED.

A EDAP oferece ainda a possibilidade de realizar a roda de TCI dentro do seu setor de trabalho/secretaria, para isto basta a chefia entrar em contato/solicitar que estudaremos uma forma de atender a necessidade de seu setor ou Secretaria.

Responsável:

Veruschka C. Cazorla - Terapeuta Comunitária Integrativa / IAV-ABRATECOM – Especialista em Psicologia Sistêmica e Constelações Familiares, Coaching Sistêmico, Especialista em Gestão Pública, Didática e facilitadora de círculos de justiça restaurativa.

O projeto de rodas de Terapia Comunitária (TCI) integra o Projeto de Qualidade de Vida da Prefeitura de Diadema e esta sendo oferecido com parceria do IPRED.